h1

Algo risível (ou não).

08/02/2009

Você, que é sensato, pode começar o seu curso no primeiro semestre do ano. Chegue atrasado, no primeiro dia de aula. Você verá que, enquanto está entrando no ônibus, todos já estão em sala. Todos! Mas, obviamente, você se atrasa por fazer sinal para o ônibus do horário seguinte. E talvez um ou dois se ausentem. Não irão à aula. Com você serão três. Começou o ano com um atraso? Termine-o perfeitamente. Alguns o terminarão se atrasando para a maioria das aulas ou, até mesmo, se ausentando. Não queira faltar. Se isso acontecer, as suas ausências deverão acompanhar justificativas plausíveis. Então aprenderá que, ao contrário de você, a maioria das pessoas vai à faculdade somente para conhecer pessoas.

Algumas ouvem música ou se sentam para conversar, fora da sala. Há quem fume na metade da aula, ao passo que outras não suportam esperar essa metade chegar. Mas talvez não suportem o professor ou a matéria. Mas há os que nunca suportarão os três quesitos. Também há quem visite o campus. Milhões de vezes? Em horários de aula? Sim. Esses sabem cada pedaço do local e, ainda assim, preferem andar repetidas vezes pelos mesmos lugares até o momento da lista de chamada.

Mas nem tudo é desperdício de dinheiro, não é? Sua faculdade será a porta para uma vida agitada. Festas, churrascos, noitadas, luaus, shows e outros dois mil eventos. Essa é a melhor parte! E os professores? Esses são complicadores. A faculdade é a loja que oferece a você um produto: o diploma. É o que você comprará, em parcelas, durante os anos de duração do seu curso. Mas não deboche. Se a sua universidade é pública, não pense que você não pagou por isso. Você é um enganado recebendo o retroativo dos impostos e taxas pagas desde sua primeira fralda, enquanto os alunos do ensino privado não precisam disso. Os pais são seus esteios, até o dia em que morrerem.

E essa geração de alunos adictos do churrasco? Ela se repetirá. Talvez escolham outros tipos de bebidas. Talvez modernizem os espaços dos eventos organizados. Talvez haja uma nova forma de dançar. Novos estilos musicais. Alguns desses alunos terão sucesso na vida. Algumas mulheres de sua classe se casarão com homens ricos. Alguns homens encostar-se-ão a mulheres mais velhas. Outros obterão empregos de sucesso. Talvez haja um deles que ganhe na loteria. Já decidiu será ou não sensato?

Uns puxarão carroças, também. Perderão empregos. Quem pensa no futuro? O futuro seu não depende somente da faculdade, já que esta também não irá sentir a diferença, em sua existência, se você fracassar ou obtiver êxito. O lado triste, para ela, será não mais poder usufruir do seu dinheiro. E talvez os professores sintam saudades de você. Eles conhecerão você pessoalmente. Talvez odeiem você até o fim da vida. E o ciclo se repete assim! Se ele parar para uma instituição, esta então já faliu. E o mundo explode. Ou talvez as galáxias se choquem, mísseis explodam no país, doenças se aperfeiçoem em vários hospedeiros ou você mesmo viva metade do que previa. E quem se importa?

3 comentários

  1. Hahahahaha! Que trágico.


  2. HEOHIUHOAUHUEHOUHAAUHS
    E ele super disse que ia colocar o texto pra ser engraçado… mas n imaginei q ia ter um desfecho tão… tão dele. tá na cara que foi o Thales msm!


  3. Ahhh! Falei isso mesmo. Tem gente que vai pra faculdade e não se toca mesmo.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: